sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

[Enfeitiçados, entediados e Confusos] 10 Razões que fazem de Riley Finn o Deus dos namorados





Amigos Caçadores, no último dia 14 foi celebrado nos EUA e na Europa o Dia de São Valentim, ou o Valentine’s Day. A data seria para celebrar o Amor entre os povos, a humanidade, mas foi convertida comercialmente para o Dia dos Namorados. 

Sabemos que se tratando do Buffyverse, os casais nunca poderiam celebrar o Dia em sua totalidade, afinal, acima da Boca do Inferno ou convivendo com criaturas e trevas o tempo todo, um final feliz fica quase impossível. 

Porém em toda regra há uma exceção, e aqui ela se denomina Riley Finn, chamado por Buffy em uma das passagens de o “Deus dos Namorados”. 

Agora nós The Slayers, listamos 10 razões que comprovam essa afirmação:

1 – Ele cresceu num quadro de Grant Wood *


É Dia de Ação de Graças e quando Buffy convida Riley para cear com ela e os amigos, o rapaz logo descreve seu Feriado com os pais e os avós em Iowa. 

Por aqui percebemos que trata-se de um moço de família, bem crescido e educado, amado, respeitado, que também sabe amar e respeitar os seus. 

2 – Ele é romântico


Logo no início do relacionamento, Riley já mostra suas cartas de bom namorado convidando-a para uma espécie de piquenique no Campus. 

Algo, claro, apreciado pela Caçadora, afinal, com Angel as coisas não poderiam ser tão "claras". Era um universo novo a ser explorado ao lado de alguém sereno e paciente. Ponto para Riley!

3 – Ele sabe agradar sogras


Desde o primeiro encontro com Joyce, Riley procurou ser o mais gentil e solícito possível. No tempo em que esteve com Buffy, Joyce dificilmente teve algo para reclamar. 

Um dos fatores de um bom relacionamento começa com a arte da conquista da família do outro, e especialmente sogras e sogros. Nem mesmo com Buffy o chamando de "puxa-saco" após um elogio a Joyce, o êxito de Riley foi minado. 

4 – Ele não faz o tipo Homem Enciclopédia


Depois de descobrir a verdadeira identidade de Buffy, Riley se sente a vontade para aprender tudo sobre o plural de Apocalipses com a Caça-Vampiros, ao mesmo tempo que reconhece que não é um homem que sabe tudo a respeito das mulheres.

A partir daí, ele aceita dividir com Buffy seu passado e o presente nas tarefas de trabalho e da vida afetiva, ou seja, estava disposto a aprender com a relação.  

5 – Ele reconhece seus erros


Seguindo os preceitos de Buffy e sua turma, Riley teve discernimento para reconhecer o quanto estava sendo equivocado em julgar o preto e o branco no mundo de Demônios e humanos, e assim, acaba se rebelando contra o Comando e se unido aos "anarquistas". 

Um ótimo sinal para evitar discussões desgastantes que podem levar ao limite qualquer relação. 

6 - Ele não tem preconceito sexual


Quando Buffy avista Riley tentando pendurar uma faixa da Aliança Lésbica no campus, ele brinca com ela dizendo “ser lésbico”. E como ironia trocada, Buffy o parabeniza por assumir. 

A cena foi muito rápida, e talvez poucos fãs se deem conta de sua grande dimensão. É Buffy tentando estender uma faixa contra o preconceito através do rapaz compreensivo. 

7 - Ele é um rapaz religioso


Na conclusão da trama em que Faith e Buffy trocam de corpos, vampiros invadem a Igreja deixando dezenas de pessoas reféns. Ao chegar no local, Buffy/Faith indaga como ele teria respondido tão rápido ao chamado, e ele responde que estava atrasado para a Igreja. 

Algo raro e incomum ver pessoas jovens que se dedicam a outros Projetos encontrar tempo para o lado espiritual. 

8 - Ele foi o ponto final de Buffy depressão


Como vimos na sexta temporada, Buffy não estava tão conectada a nova vida após ter saído do seu túmulo. Muitas coisas diminuíram a essência da Caçadora, e neste momento, o retorno de Riley foi providencial.

Mesmo sendo um exemplo de marido, o rapaz nunca esqueceu o que viveu com Buffy. Como conhecia e principalmente respeitava a mulher e tanto por detrás da heroína, sua presença e palavras não só reconfortaram, mas deram fim a esta fase.


9 - Ele diz “Eu te Amo”


Quando se apossou do corpo de Buffy, Faith só queria se divertir com as inúmeras situações que a condição pudesse gerar. E uma delas era levar o namorado de Buffy para cama. Só que ela não esperava era que este namorado fosse diferente de todos os homens que ela teria estado.

Neste momento Riley diz para à pessoa errada o que as mulheres gostariam de ouvir de seus parceiros certos. 

10 - Lindo, tesão, bonito e gostosão!


E por último e não menos importante, a beleza física do rapaz é o seu cartão de visitas na hora da paquera e conquistas. Sem dúvida, um dos elementos mais reconfortantes de qualquer romance. 

Com um corpo perfeito e sorriso encantador, ele pirou o cabeção de qualquer uma, até mesmo da (s) nossa (s) Caçadora (s). 


Bônus especial: Ele socou a cara do Parker


Precisa comentar mais?


* Grant Wood (13 de fevereiro de 1891 — 12 de fevereiro de 1942) foi um pintor americano. Nativo de Iowa, foi um dos principais regionalistas dos anos 30, frequentemente pintando temas conterrâneos em um estilo primitivista e até satírico. Entre suas pinturas mais conhecidas está American Gothic.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

[Especial 20 Anos] 20 Referências a Buffy em outras séries





Amigos Caçadores, dando continuidade ao nosso Especial de 20 Anos de exibição do primeiro episódio de Buffy na Tv brasileira, agora vamos mostrar o porquê de Buffy ser uma série cultualmente diferenciada. 

Sendo assim, muitas séries de mesma temática ou não, citaram Buffy em um determinado momento fazendo muitos fãs vibrarem com a chamada referência. Vamos conferir?


O episódio de Friends intitulado The One Where Chandler Can't Cry, mostra a irmã gêmea de Phoebe, Ursula Buffay, uma estrela de filmes pornôs que é confundida com a irmã por seus conhecidos; o nome de seu mais novo filme é "Buffay, a Traça Vampiros" (Buffy the Vampire Layer, aludindo as reais paródias adultas de Buffy). Ursula Buffay usa nome de sua irmã gêmea Phoebe para os créditos.

Friends proibido para menores

O especial de Halloween de Os Simpsons foi originalmente exibido nos Estados Unidos seis dias após o Dia das Bruxas. O último dos quatro segmentos foi intitulado I've Grown a Costume on Your Face, e possui semelhanças com o episódio "Halloween" (que havia sido exibido oito anos antes).

Em outro episódio de Simpsons, os cidadãos de Springfield se vestem em seus trajes de Halloween para um concurso de fantasias, que parodia o mesmo episódio de Buffy, onde um feiticeiro faz os residentes assumirem a forma de suas fantasias. Em uma cena do diretor Skinner na roupa do exército está ao lado de sua mãe, vestida com um grande, vestido rosa poofy vitoriana em um tiro que lembra dos personagens, Xander e Buffy vestindo roupas no "Halloween". 

Xander e Buffy na terceira idade

Outro episódio, The Homer of Seville, mostra Marge Simpson mencionando um restaurante de buffet chamado "Buffet, o Caça-Fome" ("Buffy the Hungry Slayer" no original).

Na série cultuada Xena, A Princesa Guerreira, durante o episódio The Play's the Thing, um crítico de teatro diz, "Eu ouço Buffus o Caça-Bacantes brincando ao lado." Foi uma resposta à homenagem feita durante o mesmo episódio "Halloween" quando Buffy assumiu uma personalidade fraca e indefesa, e Willow reclama dizendo que ela podia ter se vestido como Xena para assumir a personalidade guerreira dela.

Em um episódio de Charmed, enquanto Prue e Phoebe Halliwell estão investigando um mausoléu, Prue exclama que poderá haver zumbis ou vampiros presentes, e Phoebe brincando comenta, "onde está Buffy quando você precisa dela?".

Em Smallville, Lana Lang é transformada em uma vampira por uma garota loira da fraternidade chamada Buffy Sanders. Ainda em Thirst, o professor Milton Fine, interpretado por James Marsters (Spike) diz a Clark Kent que "Não existem coisas como vampiros."

Brooke Nevin interpretou Buffy Sanders,
que de heroína não tinha nada

Na série Gilmore Girls, Rory vê que Paris teme sair de casa no escuro. Rory questiona se ela tem medo de correr de Drusilla e Spike. Outra vez, quando Paris sai tarde para ficar com alguém, Rory pergunta: "Com quem? Spike e Drusilla?"

Em Will & Grace, Jack admite ser um fã do seriado, e de Willow, em particular.

Em um episódio de Farscape, uma das coisas que o astronauta John Crichton arrepende de ser pego em um buraco de minhoca e enviado para um lugar distante na galáxia é que, mesmo se ele consegue voltar à Terra, em seguida, Buffy teria acabado. 

De mesma pegada sobrenatural, a popular Supernatural, durante um episódio da primeira temporada intitulado Hell House, os personagens do episódio perguntam "O que Buffy faria?".

Buffy fazendo escola de Caçadores de Demônios

Everybody Hates Chris, outra série popular, Drew diz a Tonya que em noites de lua cheia ele vira lobisomem; mais tarde no mesmo episódio, o narrador da série, Chris Rock, diz a seguinte frase: Antes da Buffy caçar vampiros, Tonia tentou caçar lobisomens.

Na série da HBO True Blood, Sam Merlotte brinca com seu cachorro: "Você sabe quem eu gostaria que viesse a Marthaville? Buffy. Ou Blade". 

Também na Segunda temporada no segundo episódio, o colega de quarto de Jason Stackhouse pergunta para ele: ''E que história é essa de partir o mastro da bandeira como se fosso a versão masculina de Buffy a caça Vampiros?''.

Na segunda temporada da série britânica Being Human, a personagem Annie (Lenora Crichlow) diz que "há tem um lobisomem chamado 'Nina' em Buffy". No entanto, o lobisomem chamado Nina aparece em Angel e não em Buffy.

Smells Like Teen Spirit de The Vampire Diaries, trouxe Damon chamando Elena de "Buffy" ao vê-la malhando e se exercitando para se defender dos ataques de Stefan e talvez de outros vampiros.

Até que a pose e o carão lembram Buffy, não acham?

Em The news adventures of old Christine, Christine quer que seu ex-marido se masturbe e ele alega não conseguir, então ela aconselha que ele coloque um Dvd de Buffy, e tudo dará certo.

Os nerds de The Big Bang Theory não poderiam ficar de fora quando Leonard chama Penny para assistir "Buffy" com ele.

Lily, personagem de Alyson Haninghan em How I met Your Mother faz uma referência a sua namorada da série, ao citar o nome Tara para seu bebê. O que deixa Marshall, seu namorado bem inquieto. 



Em The Crazy Ones, trazer Bones e David Boreanaz à tona justamente nas falas de Sarah Michelle Gellar foi pra fazer qualquer shipper de Bangel pirar! 


Pra completar, a cena final com Sydney debaixo de uma neve falsa remete perfeitamente a um momento importante desse casal na terceira temporada de Buffy. 


E Amigos, também vibraram com essas belas referências? Quais vocês se lembram e que marcaram? 

Deixem suas impressões nos comentários e desde já convido a dar uma olhada na Página The Slayers, sobre algumas postagens especiais https://www.facebook.com/theslayersbrasil/?ref=bookmarks

Até a próxima postagem especial....

domingo, 5 de fevereiro de 2017

[Meus pertences] O Sexo no Buffyverse






“Eu só acho que entendo mais o sexo agora. Não são só dois corpos se agarrando, significa Vida, de fazer Vida. Me faz sentir que somos parte de uma coisa maior, me deixando bem mais viva”


Essa bela exclamação poética veio de Anya depois de mais um momento carnal com Xander. Para ela, não se tratou apenas de um momento de troca de fluidos corporais, e sim, de uma revelação. 

Joyce havia acabado de partir, e a ex Demônia enfim, compreendeu o significado de Vida e Morte e a inserção do sexo ligando uma à outra. 

No Buffyverse nem sempre o sexo foi tratado como algo Epifânio, poético. Em alguns casos, ele serviu como necessidade pura e simples, e em outros, trouxe consequências bem piores que uma gravidez indesejada ou uma DST (Doença sexualmente transmissível).

Agora, nós do The Slayers, vamos dissecar alguns desses momentos calientes de entrega corporal:

Pra começar a falar da importância do sexo dentro das tramas vamos à raiz do problema (e que problema!). 



Buffy e Angel formavam um dos casais mais fofos de toda a história da Tv, até que a atração física entre eles tornou-se forte demais para ser contida. A Caçadora decidira então que já seria a hora de “fazer” com seu namorado. Buffy expõe a questão a uma Willow perplexa diante da resolução segura da amiga. 

Para Willow "fazer" ainda era algo ainda impensável, mas para Buffy, natural, afinal, ela e Angel estavam namorando e uma hora isso iria acontecer. 

E assim Buffy e Angel se entregaram a paixão depois do perigo eminente de Morte e uma fuga pelos esgotos. A noite parecia perfeita para a Caça-Vampiros e para seu amado Ser da noite, que no processo, alcançara a chamada felicidade perfeita. 

Contudo, o preço que tiveram de pagar acabou sendo alto demais interrompendo qualquer tipo de aproximação mais íntima para não despertar novamente o cruel Angelus. 

Reza a lenda que esta trama foi usada para mostrar que muitas vezes as garotas são vítimas de rapazes que mudam seu comportamento após transarem com elas. Na visão delas, eles se tornam Monstros, como Angelus. 

Angelus e suas provocações tiraram Buffy do sério


O casal mais inesquecível do Buffyverse ainda teria mais um momento de Amor e prazer quando Buffy foi a Los Angeles atrás de respostas. Neste processo, eles lutaram juntos contra um Demônio que tornou Angel humano. 

Nada de alma atormentada. Agora o rapaz estava livre de sua missão com os Poderes que Valem, e a primeira coisa que pensou em fazer com esta liberdade foi tomar Buffy em seus braços novamente. 



E assim, ambos viveram mais uma noite maravilhosa, com direito a muita comida e guloseimas após o Amor, e com Buffy, confessando seu desejo de dormir e acordar nos braços de seu amado como qualquer garota normal. 

Tudo se encaminhava para um final feliz entre os pombinhos, mas Angel percebeu que como humano não poderia se salvar e ajudar Buffy, ou qualquer um outro que precisasse. Ele voltou no tempo, e tudo se desfez, ficando apenas as lembranças desses lindos momentos para ele. 

Pelo lado de Buffy, por mais que amasse Angel o tempo todo, chegaria aquele momento em que um simples toque ou uma sessão de Cinema (eles assistiram juntos O Banquete de Amelia), poderia ganhar grandes proporções, neste caso teriam de ser heroicos para resistir. 

Eles nunca seriam normais, um casal normal. Angel sabia que Buffy merecia mais, e assim abriu mão de tudo que sempre quis com para liberar sua amada. 

Longe de Buffy, Angel ainda não estava certo quanto à lisura de sua alma até se entregar ao desespero perfeito com Darla, a grande profissional do ramo no Buffyverse, já que fazia muito isso antes de se tornar uma Vampira. 

As aventuras sexuais do “Ser puramente sexual”, como define sua intérprete Julie Benz, a condenaram a uma Sífilis (Doença sexualmente transmissível) que para a época era uma sentença de Morte. Depois de transformada, ela e Angelus saciavam sua sede de sangue antes, durante ou depois de muito sexo. 

Darla e Angelus: perversamente sexuais

O mundo deu muitas voltas e então Darla foi o caminho que levou Angel a ter uma revelação de volta à sua missão. O sexo entre eles trouxe clareza ao vampiro, que percebeu que tudo que vivera era real, e que com a alma intacta, ainda poderia servir aos Poderes de forma heroica como antes. 

Darla parecia inconformada e insegura diante de seu "fracasso" com Angel e sua alma. O que ela não imaginava era que aquela noite marcaria o seu, o dele e o destino de todo o mundo. 

Angel se entregou a Darla no que ele chamou de "desespero perfeito"

Livre, ele pôde se realizar sexualmente. Primeiro com Eve em um momento fora da realidade de ambos, e depois com a bela Nina, relação relâmpago e sem o apego afetivo que tinha com Buffy.




Embora Angel tenha sido o grande Amor da Caçadora, e o primeiro a quem amou fisicamente, Buffy acabou por ter outras aventuras sexuais que definiram alguns de seus momentos. 

Mal pisou na Faculdade, e ela se perdeu. Frágil e confusa, quis parecer uma garota normal entre todas, e caiu na lábia cafajeste de Parker Abrahams. 

O bonitão usou e abusou da Caça-Vampiros, que entrou estupidamente em sua Lista de mulheres que cercou e derrubou na cama. Um dos piores momentos de Buffy na série quase causou o abandono definitivo de muitos fãs. Ela passou boa parte do início da temporada choramingando pelos cantos por causa de alguém que não merecia sequer uma lágrima. Esta definitivamente não era a Buffy!

Buffy em um dos seus momentos mais estúpidos

Depois do desastre Abrahams, Buffy caiu de amores por Riley. Este sim era o tipo de homem que a merecia. Bonito, dedicado e carinhoso, Riley logo se tornou o esteio de salvação para alguém que procurava por algo seguro. 

A química entre eles no trabalho dentro da Iniciativa levou a um inevitável caminho até a cama do rapaz. O que podemos observar numa sequência memorável dentro do episódio The I in Team

Buffy e Riley: trabalho e sexo

A cumplicidade entre eles era quase perfeita. Riley estava presente em todos os momentos da vida de Buffy naquele momento. Um namorado no trabalho era um “ganho extra”, e era exatamente na cama que esta cumplicidade era mais enfática. Buffy teve com Riley tudo que não poderia ter tido com Angel dada a importância essencial do sexo dentro de um relacionamento. 

Ainda na quarta temporada, Buffy, Riley e a cama protagonizariam um episódio de essência sexual. Where The Wild Things Are mostrou como a energia sexual de um casal pode atrair muitas coisas e influenciar no comportamento. 

Na trama, a turma teve de unir forças para salvar o casal deles mesmo. Enquanto transavam repetidamente, um fenômeno de origem Poltergeist assumia a casa, desestabilizando as pessoas dali. Não se tratava de um fantasma, e sim de uma energia mística de pessoas vivas do passado. Essa energia foi deixada para trás por crianças torturadas no local por uma fanática Senhora que considerava o sexo ou qualquer aproximação entre meninos e meninas um ato pecaminoso.


A química sexual bem arrojada entre Buffy e Riley era um dos elementos importantes da relação deles até que Buffy deixou de priorizar o relacionamento com o moço, que a estas alturas, não era mais um Super Soldado. 

Riley começou a se sentir incomodado com o fato de ser um cara comum, incapaz de satisfazer Buffy em sua missão e até mesmo na cama. Assim, ele também acabou partindo, acumulando fracassos na trilha de relacionamentos da Caçadora.

Sem Riley, a trama de Buffy seguiu seu curso e ela entregou seu corpo novamente. Só que dessa vez, foi ao seu Dom, a Morte. Ressuscitada por seus amigos, ela não se sentiu conectada com nada mais como antes, a não ser o vampiro Spike. 

As trevas de Spike, e o fato dele já ter passado pelo mesmo processo (morte e ressurreição), atraíram Buffy para os braços do anti-herói. Os ex-rivais agora eram amantes na maior acepção da palavra. 

Spike e Buffy: relação de necessidade

Os encontros sexuais de Buffy e Spike eram regrados com um misto de sentimentos de ambas as partes. Para ela, uma necessidade de se sentir viva, ocupar seu espaço neste mundo. Para ele, uma grande oportunidade de consumar um sonho. 

Em suma, a ligação de Buffy com o mundo pós-ressurreição foi feita através do sexo com alguém com o qual se identificava.

À medida que foi recuperando a ligação com o mundo, Buffy foi se afastando de Spike e seu mundo sexualmente atraente. A Caçadora se deu conta do quanto estava usando o vampiro e assim ficou pronta para ser quem realmente era novamente. 

Desprezado, Spike usou o sexo para se vingar de Buffy. A escolhida foi Anya, abandonada por Xander. Ambos protagonizaram uma cena caliente sobre a mesa da Loja de Magia testemunhada por todos através das câmeras do Trio. 

Spike e Anya: Demônios sinceros e atraentes

Spike e Anya jamais estiveram apaixonados, portanto o sexo aqui foi usado única e exclusivamente para vingança. Neste caso, separar sexo de Amor ou qualquer outro tipo de sentimento mais afetivo tornou-se imprescindível. 

A especialista neste processo atende pelo nome de Faith Lehane. A Caçadora “Cinco por Cinco” é uma das figuras mais sexuais do Buffyverse. A sensualidade da moça é um ponto característico no sucesso de estar sempre com alguém em sua cama.

Embora fosse uma grande adepta de encontros carnais, Faith nunca se deixou levar por sentimentos nesta hora. Seu lema era pegar uns, e depois cair fora. E um desses foi Xander, que teve sua primeira vez com ela depois da adrenalina de uma perseguição dos amigos mortos-vivos do rapaz. 



Para Faith tudo ocorreu de forma rápida, natural e gostosa, mas Xander não sentia assim. Para o rapaz, sua primeira experiência deveria ser mais romântica, com carícias e beijos após o ato. Daí sua cara de perplexidade quando Faith praticamente o deixa nu com as roupas na mão na porta de seu quarto. 

Mais que uma opção de vida, a verdade é que Faith nunca se permitiu deixar ser amada. Talvez uma forma de se proteger de uma vida dura e cheia de decepções. Por isso, ela não entendeu porquê Riley tinha sido tão carinhoso com ela na hora do sexo. Claro, que estamos falando de quando ela e Buffy trocaram de corpos. 

Quando o Soldado se declara a Buffy/Faith, ela imediatamente se dá conta de que nem todos os homens querem apenas sexo. 


Ainda nesta sequência, vimos Willow e Tara tentando captar a verdadeira essência de Buffy e foi justamente na hora da relação sexual com Riley que tudo se deu e testemunhamos um forte envolvimento espiritual entre as duas bruxas. Em outras palavras, elas "transaram espiritualmente" através da energia de Faith naquele momento. 





A mesma experiência de quase morte levou Oz a aceitar a oferta anterior de Willow antes de enfrentarem o Prefeito, que surpresa pergunta “o que ele estaria fazendo?”, e recebe de resposta “entrando em pânico”. 

Willow e Oz "entrando em pânico"


O pânico se firma como um dos motivadores para o sexo na sequência da sétima temporada de BUFFY em que todos os pares resolvem se entregar antes da Batalha final. E esta sequência trouxe uma inesperada confissão do Primeiro Mal.

Como não tinha uma forma corpórea, o Mal original sentiu inveja dos humanos que podem se tocar, sentir. Claro que ele não falava romanticamente. 

“Quero sentir o pescoço de um inocente se partir” é uma cantada que todos deveriam dispensar, mas fato é que mais uma vez o sexo é usado como ferramenta para se sentir parte de alguma coisa. 

O Primeiro entendendo a necessidade
dos humanos em tocar uns nos outros


Talvez fosse essa a mesma sensação de Olivia, a amiga londrina de Giles descrita por Anya (sempre ela) como “sua amiga de orgasmos” dando um ponto a existência não só dela como a do ex Sentinela naquela época. 

Cordelia também estava vivendo um momento de crise existencial quando foi sugada por um Portal indo parar no mundo de Pylea. 

No mundo real ela era tratada como uma qualquer que para ser notada teria de usar um biquíni ínfimo num comercial de qualidade duvidosa. Em Pylea, suas visões a fizeram a Princesa Regente do local até ter de se acasalar com o famoso Groosalugg e através do chamado comshuck ter de passar seu Dom para ele.


Porém nesta época Cordelia já estava aceitando melhor sua missão com os Poderes, e negou ter relações com o Campeão de Pylea. Algo que só viria a acontecer tempos depois quando Groosalugg seria deposto de seu cargo e chegar ao nosso mundo. 

Neste tempo, para não perder as visões, Cordelia teve a ajuda de Angel e Wesley, que conseguiram uma fórmula demoníaca no Mercado Negro para que ela pudesse ter com Groo. 

As aventuras sexuais de Cordelia sempre foram complicadas. Basta lembrar do rapaz bonito e rico que a infectou com a semente de um Demônio. Mas nada se compara ao que viria depois com Connor Angel. 

O filho de Angel nunca se sentiu parte de nada e acabou sendo facilmente enredado por uma manipuladora Cordelia. 

Connor achou que estava realizando não só um desejo natural humano, como também uma vitória sobre seu Pai, que tinha sentimentos por Cordelia. 

Connor e Cordelia em uma das sequências
mais desprezíveis do Buffyverse

A relação entre eles chegou ao ápice na concepção de Jasmine. E mesmo com toda a verdade exposta, a necessidade do rapaz se sobrepôs ao bom senso. 

Bom senso que passou longe de Wesley, deslocado após um rompimento com Angel e a turma, caindo nos braços perversos e puramente sexuais de Lilah. Uma ligação que a mim não fez nenhum sentido a não ser por este prisma.



Outro prisma interessante de se notar é sob o ponto de vista dos Vilões. Voltando ao Primeiro, quando entrou literalmente em Calleb, ele pôde realizar parte de seu desejo naquele momento. 

Para tornar mais real à situação, o Primeiro provocava Calleb com expressões usadas por garotas mundanas na hora do sexo. Para Calleb aquela era uma experiência sagrada, única, especial. Assim como a primeira vez de alguém, não poderia jamais ser corrompida por coisas vulgares. 

O Primeiro e Caleb: uma dupla em plena química do Mal

Já a Deusa exilada Glory fala da dificuldade de se tornar mais íntima de alguém que devota sua vida a seguir um preceito, quando captura um Cavaleiro de Bizâncio. “Qual o problema de vocês tipo religiosos? Ah...já sei! É a intimidade”...

Neste momento, Glory se porta em palavras e atitudes como uma mulher experiente tentando seduzir um rapaz virgem disposta a arrancar dele informações sobre a Chave. 



Esses são exemplos de conotações sexuais ou alusões ao mesmo, que ainda podemos observar no sexo oral que Buffy Bot pratica em Spike em Intervention e Willow beijando intimamente Tara nos lençóis de Once more with Feeling. Sequências um pouco mais fortes de serem mostradas, tanto que a última foi proibida em alguns países mais conservadores. 

Como parte essencial da existência humana, o sexo agrega mais que uma troca de experiências corporais. Ele define através da personalidade de cada um seu grau de importância. 

Para as tramas arrojadas do Buffyverse, ele se deu como um elemento que ajudou a enriquecer a história complexa de nossos amados personagens equiparando vilões e mocinhos, vivos e mortos, humanos e Demônios e todos aqueles que já vivenciam seu poder. 

Sem dúvida uma experiência e tanto. 

E aí, foi bom pra vocês?

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

[O Alcance da Voz] Versão Brasileira de Dublagem - Outros(as) Dubladores(as) do Buffyverse

Por



Ao longo da trajetória do portal The Slayers Brasil, você pôde acompanhar as curiosidades sobre quem faz a voz brasileira de cada personagem das nossas series favoritas. Neste último post da seção, confira quais dubladores fazem a voz dos personagens centrais de Buffy e Angel, que ainda não foram mencionados!


Resultado de imagem para Mariangela cantúResultado de imagem para Lilah Morgan
Mariangela Cantú (Lilah em Angel)


É uma dubladora, atriz, autora e diretora teatral brasileira. Mariangela é a mãe dos também dubladores Sérgio e Gabriela Cantú. Conhecida pelas dublagens no desenho da Carmem Sandiego e da protagnista da novela Marielena (Lucia Mendez). Amostra
_______________________________

Resultado de imagem para Kate Angel
Lina Rossana (Kate em Angel)

Nasceu em: 04 / 12 / 1956
Nome completo: Lina Rossana Maia Guernelli Ostrovsky
Profissão: atriz, dubladora, radialista, bacharel em Letras

Lina é célebre por seus trabalhos em dublagem de desenhos animados, filmes e séries de TV. Como a personagem Vovó em Looney Tunes, Betty Boop em Betty Boop, Olivia Palito em Popeye, Patty e Selma em Os Simpsons. É casada com um também conhecido dublador: Marco Antônio Costa (A voz braileira do Jack Spearrow/Johnny Deep em Piratas do Caribe). Amostra (ela dublando a Vovó Granny)

______________________________


Resultado de imagem para Riley Finn
Hermes Baroli (Gunn em Angel / Riley em Buffy)
Saiba um pouco sobre o dublador aquiAmostra

______________________________

Resultado de imagem para Jane Kelly dubladoraResultado de imagem para Jenny Calendar
Jane Kelly (Jenny Calendar em Buffy). Amostra (ela dubla a Tempestade)



Jane Kelly tinha formação em Letras (Português-Inglês) e era pós graduada em Educação, Jane Kelly foi dubladora por mais de 23 anos e a 16 traduzia filmes para dublagem. vinha há algum tempo lutando contra um problema renal, pelo qual realizava sessões de hemodiálise e faleceu em 31/10/2011). Sem sombra de duvidas, seu grande e marcante trabalho, foi a voz da heroína Tempestade/Ororo Munroe nas 05 temporadas dos desenho X-Men e na trilogia live action original.

Uma atriz que marcou sua carreira foi Rosie ODonell que dublou nos filmes Os Flintstones e Um Nova Tocaia.
_____________________________

Resultado de imagem para guilene conte dubladoraResultado de imagem para Drussila
Guilene Conte (Drussila em Buffy)

É uma dubladora, mais conhecida por seus trabalhos dublando a atriz Thalia nas novelas mexicanas veiculadas no Brasil, a  atriz Melissa Johan Hart (de Sabrina, Aprendiz de Feiticeira)  Karyn Parsons (da serie Um Maluco no Pedaço) e Tichina Arnold (de Todo Mundo Odeia o Chris). Amostra
____________________________

Resultado de imagem para Jose Leonardo dubladorResultado de imagem para Oz Buffy
José Leonardo (Oz em Buffy)


José Leonardo (Rio de Janeiro, 28 de dezembro de 1977) é ator e dublador brasileiro. Participou de novelas, seriados, programas educativos e documentários durante os anos 1980 (até o início de 90), junto com os atores Selton Mello e Danton Mello.

Participou dos programas "Sítio do Picapau Amarelo", "Caso Verdade", programas de rádio de várias emissoras (dentre elas, Rádio Cidade, Rádio Capital e Jovem Pan).

Iniciou sua carreira artística em programas humorísticos, tais como "Balança Mas Não Cai" e os de Chico Anysio. Seu primeiro contato com o universo da dublagem ocorreu durante essa época.

Atualmente trabalha como dublador  e está nesse ramo desde criança. Também já fez trabalhos de locuções para os canais a cabo Discovery e Multishow. 

Na dublagem é mais conhecido por ter dublado personagens como Bobby (Família Dinossauros), Coragem o Cão Covarde, Perninha em Tiny Tunes, e por ter dublado 4 heróis diferentes na franquia Power Rangers (Andrews/Vermelho em PR no Espaço; Dustin/Amarelo em PR Tempestade Ninja; Trent/Branco em PR Dino Trovão e Casey/Vermelho em PR Furia da Selvas). E além da serie Buffy, José Leonardo voltou a dublar o Seth Green (Oz) no sitcom ''Os Reis de Nova Iorque'' (2006)

__________________________

Resultado de imagem para adriana torres dubladoraResultado de imagem para Dawn Summers
Adriana Torres (Dawn em Buffy)


Adriana Torres nasceu no Rio de Janeiro, em 21 de abril de 1977. Adriana Torres (Rio de Janeiro, 22 de Dezembro de 1977) é uma dubladora brasileira. É conhecido por dublar a Elena/Katherine (Nina Dobrev) na serie The Vampire Diaries; as atrizes Alicia Silverstone, Michelle Willians, Renée Zellweger e Cristina Ricci na maioria dos filmes; além de dublar desenhos animados e animes (como Lola dos Looney Tunes e Heather em A Ilha dos Desafios) .É irmã da dubladora Mariana Torres (A voz brasileira da atriz Raven Simoné de As Visões da Raven).

Além de serie Buffy, Adriana dublou a Michele Trachtenberg (Dawn) nos filmes: Uma Noite mais que louca; 17 outra vez; Eurotrip - Passaporte para a Confusão.

Amostra
________________________________

Resultado de imagem para marcos souza dubladorResultado de imagem para Andrew Buffy
Marcos Souza (Andrew em Buffy)

É um dublador e analista de sistemas. Na dublagem é mais conhecido por dublar Kenan (Kenan Thompson) em Kenan e Kel; e Stefan Salvatore (Paul Wesley) na serie The Vampire Diaries.

Amostra
_________________________

Resultado de imagem para Marisa Leal dubladoraResultado de imagem para Kennedy Buffy
Marisa Leal (Kennedy em Buffy)


Atriz , dubladora há 30 anos, diretora de dublagem e locutora. Formação profissional: Comunicação Social e Direito.


Em sua vasta galeria de personagens consta nomes de desenhos animados, seriados e filmes, cada um com sua própria personalidade, mas quase sempre com uma característica em comum: são em sua maioria personagens jovens. A voz de Marisa Leal não envelhece e isso proporciona interpretar nomes como Ariel (A Pequena Sereia), Linka (Capitão Planeta), Princesa Carla (Ursinhos Gummi), Brenda (Barrados no Baile), Annie (Policial do Espaço Shaider), Soraya (Maria do Bairro) e o seu maior destaque: o Baby da Família Dinossauro.

Alguns outros trabalhos com locução:

Adaptação e direção dos espetáculos teatrais:" Paulo de Tarso, O Apóstolo dos Gentios" e "Brasil,Mensageiro da Paz".

Produção e direção do programa de rádio Paz e Bem, Rádio Rio de Janeiro.

Adaptação, produção e direção das novelas radiofônicas: Nosso Lar, O Lírio dos Jardins do Senhor.

Criadora da voz do personagem Xuxinha, programa Xuxa Park.

Gravou ,com a voz da Xuxinha, os dvd's Xuxa Só Para Baixinhos I e II.

Gravou o cd de histórias Xuxa Conta Histórias Só Para Baixinhos.

Gravou outros cd's como: As Melhores Histórias de Todos os Tempos para a Folha de São Paulo e para a Livros Vivos.

____________________


Resultado de imagem para Elcio Romar dubladorResultado de imagem para robin wood buffy
Elcio Romar (Wood em Buffy)

Élcio Romar Fernandes é um ator e um dos principais dubladores brasileiros. Nasceu em 30 de agosto de 1949, no Rio de Janeiro. Portanto, tem hoje mais de 60 anos de idade. Dublou inúmeras obras da TV, incluindo filmes e desenhos e atuou em diversas novelas da TV brasileira.

Élcio Romar trabalha como dublador oficial do ator Michael Douglas no Brasil, e é nisso que se vincula sua carreira. Além dele, dublou a voz de outros personagens muito conhecidos também, como Dan Aykroyd, Burt Reynolds, Sam Neil, Woody Allen, Gary Oldman e Liam Neeson. 

Além disso nas animações, dublou o Charada na serie animada do Batman, e é a marcante voz do gato Snarf (da versão clássica e a mais recente do desenho dos Thundercats.

Além das muitas dublagens e como já foi dito, Élcio Romar também foi um grande ator, o qual atuou em 21 obras na Rede Globo de Televisão: 

* O Rebu (1974)
* Feijão e o Sonho (1976)
* À sombra dos laranjais (1977)
* Sinhazinha Flô (1977)
* Gina (1978)
* Marina (1980)
* Viver a Vida (1984)
* A Gata Comeu (1985)
* Mania de Querer (1986)
* Fronteiras do Desconhecido (1990)
* A Próxima Vítima (1995)
* Quem é você (1996)
* Vira-Lata (1996)
* Zazá (1997)
* Suave Veneno (1999)
* Vila Madalena (1999)
* Senhora do Destino (2004)
* Malhação (2006)
* Guerra e Paz (2008)
* Caras & Bocas (2009)
* Força-Tarefa (2010)


_____________________________________


Resultado de imagem para Caleb buffy
Márcio Simões (Caleb em Buffy)


Em sua carreira emprestou sua voz a personagens e tipos apresentados em diversos programas da Rede Globo, em especial no gênero de programas infantis: na TV Colosso interpretou uma miríade que incluía Gilmar 3, Walter Gate, Professor Haftas Arden, a 2a voz do Ajudante, Godoy, Adilson, Sr. Bóris, a 1a voz do Daniel, Coçador, Pulga 1 e a 1a voz do Bullborg. Vieram a seguir trabalhos no Sítio do Picapau Amarelo onde interpretou Conselheiro, Cão Manjericão, Bicho Manjaléu, Rato Ingênuo e Louro João, o irmão do boneco Louro José do programa Mais Você e uma cópia azul do mesmo. E na TV Xuxa com o papel de Otar. É um dos dubladores frequentes da série humorística Casseta & Planeta, onde deu sua voz ao policial Sucker. Márcio Simões ainda deu voz ao personagem Ararajuba, mascote dos postos Petrobrás durante a Copa do Mundo de 1994.


Trabalhou como locutor nas rádios Estácio FM, Roquete Pinto e Globo FM. Trabalha há 30 anos como dublador e já dublou vários atores conhecidos, como: Robin Williams, Will Smith, Alec Baldwin, Samuel Lee Jackson, Laurence Fishburne, Kevin Spacey, Danny Glover, Morgan Freeman, Kevin Sorbo (Hércules, a Lendária Jornada), Kiefer Sutherland (24 Horas) e vários desenhos, como Aladdin (o Gênio), Lilo e Stich (o Stitch), os personagens Frajola e Patolino (Looney Tunes) e muito outros. 

Atualmente, tem dublado vários games, como Gears of War, World of Warcraft, Diablo 3 entre outros. Dirigi vários filmes e vários episódios de séries como Star Trek Voyager e Deep Space Nine, O Vidente, entre outras. Fiz narração de vários documentários para o Discovery Channel e outros.

Amostra
_________________________

Imagem relacionadaResultado de imagem para Jonathan buffy
Felipe Grinnan (Johnathan em Buffy)



Felipe Grinnan nasceu no Rio de Janeiro, em 5 de janeiro de 1974. É ator, dublador, locutor e cantor. Dublou até 2007 no Rio de Janeiro. No mesmo ano, mudou-se para São Paulo onde trabalha até hoje. Começou a dublar no dia 07 de abril de 1995 na Herbert Richers, convidado pelo Newton da Matta (a voz do Giles).

Conhecido na dublagem por ser a voz de atores como Jude Law, Adrien Brody, Drake Bell e Ewan Macgregor. Nos desenhos, é mais conhecido por dublar a zebra Marty (da franquia animada Madagascar).

Atualmente se insere na carreira de cantor, mantendo uma consciliação com a dublagem/locução/teatro.



______________________

Resultado de imagem para nádia carvalho dubladoraResultado de imagem para Joyce Summers buffy
Nádia Carvalho (Joyce Summers em Buffy)


Atriz e dubladora, filha do também ator Rafael de Carvalho e mãe da dubladora Teline Carvalho (a Kisha, de Todo Mundo Odeia o Chris), ficou famosa na televisão por ter interpretado Dona Santinha Pureza da "Escolinha do Professor Raimundo".

Nos anos 70/80 fez várias peças com o diretor Luis Mendonça, entre elas as revistas "Rio de Cabo à Rabo", "O Último dos Nukupirus" e "A Tocha na América". Ainda nos anos 80 participou também do espetáculo "Sem Sutiã - Um Revista Feminista" e do musical infantil "Tistú - O Menino do Dedo Verde". Fez algumas participações em TV, como "Caso Verdade", "Tele-Tema", "Chico Anysio Show", "Sítio do Pica-Pau Amarelo" (anos 80), "Memórias de Amor", "Memórias de Um Gigolô" e "Zorra Total".

Em 2005, ela também fez uma participação especial no "Sítio do Picapau Amarelo".

Dublou personagens bastante famosos também: Irmã Mary Patrick (Kathy Najimy) em "Mudança de Hábito/"Mudança de Hábito 2", Georgie Rockwell (Lily Tomlin) em "Chá com Mussolini", Madame Olímpia Maxime (Frances de la Tour) em "Harry Potter e o Cálice de Fogo", Mary Alice em "Desperate Housewives", Mãe do Dexter em "O Laboratório de Dexter", Avó Betty Joe em "Phineas & Ferb", Mãe da Luluzinha (Dona Martha Palhares) em "Luluzinha", Mãe da Mônica (Dona Luísa) "Turma da Mônica", Mãe do Timão em "O Rei Leão 3", Vovó Georgina (Liz Smith) em "A Fantástica Fábrica de Chocolates", Rosa Fernández (Xochitl Vigil) em "Rebelde", Bette Midler em "Mulheres Perfeitas", Maria Madalena (Debra Messing) no filme "Jesus", Debbie Salt/Debbie Loomis (Laurie Metcalf) na versão para a TV do filme "Pânico 2", Helen em "Drake e Josh", Afrodite em ''Hércules, a Jornada Lendária'', entre outros trabalhos de dublagem.

__________________________

Resultado de imagem para Paulo Vignolo dubladorResultado de imagem para Doyle Angel
Paulo Vignolo (Doyle em Angel)


Paulo Vignolo é um dublador brasileiro, é também ator e diretor de dublagem que atua na Cidade do Rio de Janeiro. Paulo é conhecido por dublar Jack Black na maioria de seus filmes e Damon Wayans (Michael Kyle) na série ”Eu, a patroa e as crianças”. Nas animações, ele é conhecido por dublar Matt (Digimon), Nelson (Simpsons), e o Pinguim Capitão Skeeper (da franquia Madagascar)

Trabalhou nas emissoras TV Tupi, Rede Globo e Rede Bandeirantes, também já passou por vários estúdios de dublagem do Rio de Janeiro e atualmente é diretor de dublagem no estúdio Audiocorp (RJ).

Filho de Alberto Vignolo e Isis Padilha Vignolo, aos sete anos de idade, Paulo escrevia e recitava poemas, quando tinha 8 anos quando assistia a um show beneficente no orfanato Casa de Lucia no bairro do Méier foi solicitado pela atriz e comediante Nádia Maria juntamente com outros espectadores mirins a recitar um versinho. Paulo Vignolo surpreendeu o público declamando poemas de Castro Alves e Casimiro de Abreu, inclusive a própria Nádia Maria que resolveu incorporá-lo ao elenco de seu projeto teatral. Na mesma época o indicou para o elenco do programa humorístico Apertura na extinta Rede Tupi.

Paulo Tornou-se conhecido com o comercial das miniaturas do refrigerante Coca-Cola. Logo foi convocado pela Rede Globo.

Na Rede Globo, Paulo trabalhou caracterizou Pinóquio no Sítio do Pica-Pau Amarelo, interpretou o personagem Riobaldo (jovem) na minissérie Grande Sertão: Veredas, Geninho na novela Pão Pão, Beijo Beijo, Paulinho nos especiais infantis Plunct Plact Zuuum… 1 e 2 e na TVE Brasil como Guilherme em As Aventuras de Tio Maneco.

Recentemente fundou a empresa Gigavoxx, na qual é diretor e instrutor do curso “Viva Voz“, o qual prepara profissionais para ingressar na carreira de dublador.


______________________________

A imagem pode conter: 1 pessoa, close-up

Resultado de imagem para Glory Buffy


Márcia Morelli (Glory em Buffy)


É dubladora e diretora de dublagem. Começou na área na década de 1990. Ela é a voz oficial no Brasil da atriz Melissa Macarthy (protagonista da continuação de Os Caça-Fantasmas). Também é a voz da Norma Bates (da serie Bates Motel), e a Lily Potter (na maioria dos filmes de Harry Potter.

_________________________


Resultado de imagem para Marco Moreira dubladorResultado de imagem para Adam Buffy
Marco Moreira (Adam em Buffy)

Ator, dublador e locutor brasileiro, e está desde 1996 no ramo da dublagem. Mais conhecido por ser a voz oficial do ator Miguel de Leon nas novelas mexicanas exibidas no Brasil, como ''Carinha de Anjo'', ''Gotinha de Amor'', ''Viva as Crianças'' e ''Alegres & Rabujos''. Além disso, é conhecido por ter dublado o Malvo (Todo Mundo Odeia o Chris) e o Seu Madruga nos episódios inéditos da serie e do desenho do Chaves (após a saída de Carlos Seidi, a voz clássica).

_________________________________


Resultado de imagem para Fernanda Baronne dubladoraResultado de imagem para Harmony Buffy
Fernanda Baronne (Harmony em Buffy/Angel)

Fernanda Baronne (Rio de Janeiro, 25 de outubro de 1977), anteriormente conhecida por Fernanda Fernandes é uma atriz, dubladora e diretora de dublagem brasileira. É conhecida por dublar as atrizes Anna Paquin, Jennifer Garner e Eva Green em seus filmes bem como séries animadas de sucesso como Kim Possible, X-Men: Evolution, Tenchi Muyo e Digimon.

Possui formação teatral na Escola de Teatro Martins Pena, Tablado e Casa de Cultura Laura Alvim. Faz parte da premiada Companhia Preto no Branco dedicada ao teatro infanto-juvenil.

Fernanda começou sua carreira bem cedo, fazendo pequenas participações como dubladora em filmes ainda criança. Seu primeiro papel de destaque foi a personagem Valéria na dublagem da primeira versão da novela mexicana Carrossel exibida pelo SBT em 1991.

Fernanda é filha e irmã das também atrizes, dubladoras e diretoras de dublagem Marlene Costa (a voz da professora Helena na versão original da novela Carrossel) e Flávia Saddy (Winnifred). Sua avó materna, foi uma famosa cantora de Rádio Brasileira entre 1950 e 1960.

_________________________________________


Resultado de imagem para Paulo Flores dubladorImagem relacionada
Paulo Flores (Mestre em Buffy)


Paulo Flores foi um dublador Carioca. Começou a carreira na Rádio, trabalhou muitos anos na Rádio Mec Fm no Rio de Janeiro. Na dublagem entrou no início dos anos de 1970 na Herbert Richers. Veio a falecer precocemente em 12 de Maio de 2003 aos 59 anos de idade por problemas no fígado. É conhecido por ser a voz do Taz (Taz Mania), Mufasa (pai de Simba em O Rei Leão) e Brutus (numa das versões do desenho do Popeye), Sr. Richfield (Família Dinossauros) e do policial Hightower (Bubba Smith) na franquia Loucademia de Polícia.


_________________________________

Resultado de imagem para melise maia dubladorResultado de imagem para Anya Buffy
Melise Maia (Anya em Buffy)


Melise Maia (Rio de Janeiro, 17 de fevereiro de 1959) é atriz e dubladora e diretora brasileira. É esposa do também ator e dublador Hélio Ribeiro (voz oficial do ator Steve Martin). Dirigiu o curta O Caso Libras que ganhou o troféu de “Melhor Curta-Metragem” do 4º Los Angeles Brazilian Film Festival.

Na dublagem é bastante conhecida por ter dublado a personagem Rosário (Ana Martin) na novela mexicana Rubi. Como começou no ramo em 1998, pode se dizer que a Anya foi um de seus primeiros trabalhos.

_____________________________


Resultado de imagem para flávia saddyResultado de imagem para Fred AngelImagem relacionada
Flávia Saddy (Winnifred em Angel/ Amy em Buffy)


Flávia Fernandes Saddy (Rio de Janeiro, 12 de dezembro de 1978) é uma dubladora e locutora esportiva brasileira. É irmã da dubladora Fernanda Baronne e filha da dubladora Marlene Costa.

Na dublagem é conhecida por ser a voz oficial da Barbie nas versões animadas e a da Lisa Simpson (Os Simpsons).

Em julho de 2005 ganhou o Prêmio Yamato, também conhecido como "Oscar da Dublagem", de melhor dubladora da atriz coadjuvante Allison Mack (Chloe Sullivan - Smallville) e em 2008 a de melhor dubladora coadjuvante da personagem Lisa, na animação Os Simpsons: O Filme.

Flávia também exerce as funções de narradora e repórter esportiva da Top Webrádio, desde fevereiro de 2008, estreando na transmissão da Final da Taça Guanabara, entre Flamengo e Botafogo, onde fez uma emocionante narração do gol do atacante Diego Tardelli, que deu o título ao time rubro-negro.


Amostra
________________________________


Resultado de imagem para reginaldo primoImagem relacionada
Reginaldo Primo (Ben Wilkinson em Buffy)


Reginaldo Primo é um dublador carioca, que iniciou sua carreira em 1999 nos estúdios Hebert Richers (em que certamente Buffy foi um de seus primeiros trabalhos), através de um convite do Newton da Matta. É mais conhecido por dublar o personagem Dean Winchester (Supernatural) e o irreverente Deadpool. 

_______________________


Resultado de imagem para duda espinoza dubladorResultado de imagem para Warren BuffyResultado de imagem para Parker Buffy
Duda Espinoza (Warren e Parker Abrams em Buffy)


Duda Espinoza é um ator, dublador e diretor brasileiro (07/09/1975). É conhecido por dublar personagens rebeldes como Kevin Levin de Ben 10; Duncan de Ilha dos Desafios; Kanzo Mogi de Death Note, e é o Novo Dublador do Capitão América (substituindo Clécio Souto, a voz do Wesley).

____________________________


Resultado de imagem para Mayor Buffy
Hamilton Ricardo (Prefeito Wilkins em Buffy)


Foi um dublador brasileiro (11/01/1956 - 10/08/2015). Começou a dublar em São Paulo e um dos seus primeiros grandes sucessos foi o Patrulheiro John Baker (Larry Wilcox) em Chips. 

Hamilton foi a segunda voz e que dublou o personagem até a saída do ator da serie. 

Após muitos anos Hamilton muda-se para o Rio de Janeiro, chegando lá e sem dinheiro, morou durante algum tempo numa barraca de camping. 

Mesmo com dificuldades, Hamilton procurou vários estúdios de dublagem e passou a fazer vozerios, pequenas pontas.

Com o tempo Hamilton consegue chamar a atenção com sua bela e potente voz, ganhando papeis maiores e passa a ser escalado com muito mais frequência. 

Com o tempo, fruto de sua interpretação competente e de muito trabalho, Hamilton torna-se um dos dubladores mais requisitados dos estúdios cariocas.

Um dos grandes sucessos de Hamilton foram os personagens da TV Colosso, dentre eles, o Paulo Paulada. E na dublagem é mais conhecido por ter dublado o Detetive Monk na serie homônima.


___________________________

Resultado de imagem para manolo rey dubladorResultado de imagem para Lindsey Angel
Manolo Rey (Lindsey McDonald em Angel)

Manolo Edson Rey Salles (Rio de Janeiro, 11 de julho de 1967) é um dublador, diretor de dublagem, tradutor e ator brasileiro. Entre 1982 e 1984, cursou teatro no Tablado. Seu primeiro trabalho como dublador foi em Os Aventureiros do Bairro Proibido, em 1986. Manolo é mais conhecido por ser o dublador oficial do ator Michael J. Fox, além de dublar Tobey Maguire na trilogia de filmes de Homem-Aranha dirigidos por Sam Raimi, Will Smith na série Um Maluco no Pedaço, séries do Sonic the Hedgehog, Seth Cohen em The O.C., substituindo Sérgio Cantú. Foi indicado para o Prêmio Yamato de Melhor Ator Coadjuvante (Rio de Janeiro) em 2003. Também dublou Robin/Dick Grayson em Batman & Robin, Batman Eternamente E o Gaguinho Da Turma Do Perna Longa (TV). É pai da dubladora Bruna Laynes.

_________________________

A imagem pode conter: 1 pessoaResultado de imagem para Snyder Buffy
Jorge Rosa (Diretor Snyder em Buffy)

É um ator, dublador e diretor de dublagem brasileiro (22/09/1943). Mais conhecido por dublar o personagem Jorge Von Estranho no desenho Os Padrinhos Mágicos.

Amostra (às 9:25 min do vídeo)

________________________________

OBS: Não elencamos todos os dubladores da serie Angel, em virtude da mesma ainda estar com as 3 últimas temporadas dubladas indisponíveis para fazer essa verificação.

OBS: Ao assistir a versão dublada, vocês podem ter ouvido esses dubladores fazendo as vozes de outros personagens secundários.

OBS: Alguns personagens tiveram mais de uma voz, mas só considerei o(a) dublador(a) que teve a voz que ficou mais tempo no personagem.

OBS: Notem que vários desses dubladores tem semelhança com o personagem quanto à aparência física; sinal de que para o trabalho ficar mais realista.

________________________________

Assim finalizamos a seção ''O Alcance da Voz''. Espero que tenham curtido as curiosidades sobre a versão brasileira de dublagem das series do Buffyverse!

Fonte auxiliar: Dublanet