sábado, 30 de maio de 2015

[Retrospectiva Analítica] Angel, a serie - 1° Temporada

Por:






Título Original e Brasileiro: Angel


Anjo DVD Season (1) .jpg
Temporada 01: de 05/10/1999 a 23/05/2000
Sucedido pela Temporada 02


Elenco Principal:

David Boreanaz
Charisma Carpenter
Glenn Quinn
Alexis Denisof


Participações Especiais:

Sarah Michelle Gellar
James Marsters
Eliza Dushku
Seth Green




Composta por 22 episódios, a primeira temporada de ANGEL estreou em 05 de Outubro de 1999 logo depois de detonarem literalmente o Prefeito Willkins em BTVS. Buffy e Angel tomam rumos diferentes na mesma missão. O vampiro que antes dissera a caçadora que só ficaria para aquele último combate, e depois iria embora sem se despedir, deixou pra trás uma triste troca de olhares com a loirinha antes de desaparecer por completo em meio à fumaça. Esta era a deixa que os produtores precisavam para o pontapé inicial de ANGEL, a série. 

Quando o Colégio de Sunnydale foi pelos ares levando consigo o Prefeito, a vida da caçadora passaria por mudanças na transição dela e seus amigos do colegial para a faculdade. Angel dificilmente teria o mesmo espaço de antes na história ou na melhor das hipóteses sem a mesma relevância. Então, a separação inevitável do casal marcou o início de significativas mudanças em Buffy, à série. O fim do colegial simboliza que agora entraria no ar o mundo dos adultos. Um universo de reflexão mais apurada, responsabilidades latentes e seriedade ditando o modo com que todos conduziriam suas vidas (ou mortes) dali pra frente. E quem melhor que um vampiro de quase 250 anos para representar este universo? 


O trio original da Fang Gang


A ideia de expandir um universo mais conhecido até então pelos fãs, induziu a criação de ANGEL, que deu ao galã de Buffy uma oportunidade para trilhar, e brilhar, em seu próprio caminho. O personagem riquíssimo em substância seria melhor explorado em uma série própria. Assim, surgiu Angel, a série spin-off de BTVS na Warner, estreando logo após o primeiro episódio da quarta temporada da série original. A ensolarada Sunnydale cresce e vira a soturna Los Angeles com uma metáfora mais sombria para os novos desafios. Concebida como uma metáfora de redenção e dualidade moral por conta do personagem que carrega consigo duas naturezas distintas (Angelus e Angel), Joss Whedon concebeu Angel com um formato mais adequado para melhor explorar estes temas. Enquanto BTVS seria uma metáfora para a vida adolescente, ANGEL soa como uma avaliação mais profunda da natureza humana, sobre erros do passado e escolhas. 


Buffy e Angel: os líderes de duas frentes de batalha
mais bem aproveitados agora


Com estes tópicos, Joss diferenciou de forma magistral ANGEL de BTVS, evitando uma colisão quase que inevitável de comparações entre suas duas "filhas". E nesta jornada, o "pai" não queria, pelo menos a princípio, prejudicar uma ou outra de suas criações. Enquanto uma continua sua linha de terror teen, a outra já mostrava que seguiria uma linha diferente, com um ar de filme policial Noir, com todos os elementos característicos do gênero. O escritório, a cidade soturna, casos misteriosos, as mocinhas indefesas, e claro, o detetive herói. 

A policial Kate Lockeley, se torna mais uma aliada de Angel

O seriado do vampiro com alma rompe pelo menos no enredo o cordão umbilical com as coisas de Sunnydale. Assim a temporada da série é bem aceita mantendo o mesmo nível de BTVS em relação ao público e a crítica. Apesar das oscilações entre o bestial e o besta principalmente nos episódios iniciais, o que é comum para um experimento, entra nos trilhos lá pelo meio da temporada, e segue firme até uma season finale inesquecível. Não podemos deixar de ressaltar que o esqueleto de equipe a série herdou de BTVS. Aqui a Scoobygang é a Fang Gang, é a equipe Angel Investigações. O garoto da pesquisa (Wesley), o meio demônio com as visões (Doyle), a garota que a princípio é secretária e ajudante, mas logo passa a ter poderes especiais (Cordelia) e a força bruta de grande coração e personalidade (Gunn). Todos unidos para dar suporte ao herói sombrio.

Nota para a temporada: 9



5 Episódios que marcaram:


- City of Los Angeles (Bem-vindo a Los Angeles):
O início da saga do vampiro do Alma 
como o Grande campeão do Bem



- I Will Remember You (Eu vou me lembrar de Você):
Angel e Buffy se reencontram, mas o dever
sagrado de um Campeão fala mais alto que o Amor



- Hero (O Herói):
A despedida de Doyle em um episódio memorável
de contexto, trama e roteiro impecáveis



- The Prodigal (O Filho Pródigo):
Num maravilhoso flashback, sabemos mais detalhes de
como Liam se tornou Angelus, o flagelo da Europa



- Sanctuary (O Santuário):
Buffy vai atrás de Faith que aprontou todas em Sunnydale. 
A caçadora só não esperava que as coisas ficassem 
tão tensas com Angel e sua nova realidade. 






A fim de distanciar-se de Buffy (devido a Impossibilidade de estarem juntos devido a um amor que, consumado, pode exterminar sua alma, o transforma em um demônio por completo), Angel deixa Sunnydale, e com tantos lugares para ir, acaba indo se refugiar em um local comum do Buffyverse: a cidade de Los Angeles (palco do filme piloto de Buffy, em 1992). 

Meses se passam desde que se instalou na cidade, e nesse período Angel passa a sua rotina como um desocupado que dorme durante o dia (risos) e sai pelas ruas à noite, sem rumo e usando seu faro de criatura da noite para ver se encontra algum vampiro próximo que esteja a ponto de se alimentar de algum humano, e na primeira cena da serie pudemos ver um exemplo, ao salvar duas moças de três vampiros, que as seduziram para fora de uma boate, a fim de morderem seus lindos pescocinhos. 

Ao monitorarem que Angel está protegendo os humanos, ao invés de sugar os seus sangues, uma entidade sobrenatural conhecida no mundo místico como “Os Poderes que Valem’’, designa uma criatura, metade homem metade demônio, chamado Doyle a levar uma mensagem à Angel. Ao encontrá-lo, Doyle lhe explica que ele foi destinado a cumprir uma missão de proteger os fracos e oprimidos das ameaças sobrenaturais de Los Angeles (algo já planejado por essa entidade desde que essa o trouxe de volta de outra dimensão na terceira temporada de Buffy). Como as ameaças podem surgir em qualquer local da cidade, os ‘’Poderes que Valem’’ implementaram em Doyle, a habilidade de ter visões de premonição sobre as pessoas que precisam de ajuda, e devido a esse dom, ele passará a auxiliar Angel em sua jornada. Na primeira missão (que foi ajudar a garçonete Tina, e deter o vampiro magnata Russell), há uma discordância da parte de Doyle em participar dos momentos de ação (em que só queria informar as visões e pronto, deixar o resto com Angel), mas com o decorrer das aventuras, ele acaba pegando a essência de adrenalina e passa auxiliar o vampirão nas lutas e fugas. 

Resultado de imagem para Angel the series season 01
Doyle, o novo parceiro de Angel

Joss Whedon reaproveita uma fórmula usada em Buffy: a jornada com três personagens centrais. Lembremos que em 1997, a Caçadora começou sua saga em Sunnydale, aliada à Xander e Willow (formando o trio original da Scooby Gang). Voltando à Los Angeles, além de Angel e Doyle, a personagem Cordélia é inserida na trama para fechar o trio. Tendo também deixado a Boca do Inferno, após o término do colegial e a destruição do Colégio Sunnydale. 

A ex-líder das Patricinhas Colegiais, Cordélia acaba ficando sem rumo, com problemas financeiros na família e sem uma perspectiva para o futuro. Transformando numa oportunista, ela tenta subir na vida, se infiltrando em eventos sociais da alta roda (o pessoal da classe alta), esbanjando sua beleza para ver se consegue alguma chance como atriz ou modelo; e em uma dessas festas, ela acaba se deparando com Angel, que estava ali à procura de uma moça chamada Tina. Reviravoltas ocorrem, Tina acaba morta por Russell, e Cordélia (que também estava na sua mira), acaba sendo salva por Angel e Doyle, no que culmina na formação do trio. 

O crossover que rendeu mais audiência na 1° temporada

No crossover com Spike, Angel é torturado por causa do anel de Amarra



Um detalhe importante a se notar é que nos bastidores lá em 1996, Charisma Carpenter (intérprete da Cordélia) disputou o teste para ser a Buffy, mas perdeu para a Sarah Michelle Gellar. E ao observar esse talento em potencial da atriz, Joss Whedon, lhe ofertou mais uma oportunidade para ser protagonista de uma obra sua, algo conquistado quando entrou para o elenco de ANGEL. 

Sem perspectiva de emprego, e tomando conhecimento da missão de Angel, Cordélia vê essa jornada como uma oportunidade de obter uma renda para sobreviver. Apesar de ter a reprovação de Angel, Cordélia consegue convencê-lo a cobrar comissão pelos serviços de proteção somente àquelas pessoas que tenham condições financeiras boas. Nasce assim, a agência Angel Investigações (ou Fang Gang), uma firma que oferece investigações particulares (mas que também oculta uma prestação de serviços de proteção à ameaças sobrenaturais). 

Tendo Cordélia como a secretária, Doyle como visionário dos acontecimentos não-humanos e Angel como o campeão que combate e resolve os problemas, a Angel investigações se depara com diversas situações comuns e incomuns em Los Angeles (desde evitar conflitos humanos, até combater alguma criatura que ameace um indefeso) mas que segue sempre uma tendência investigativa que acaba em pancadaria na maior parte das vezes. 

Após o beijo do moribundo Doyle, Cordélia 
herda dele as dores de cabeça que antecedem as visões


Como toda serie que se preze, existe além dos mocinhos, os vilões. E para ocupar o time dos malvadões da trama, está a firma de advogados da Wolfram & Hart (do inglês: The Wolf, The Ram, and The Hart - O Lobo, A Ovelha, e o Cervo) é o nome de um antigo grupo de demônios. O grupo é relativamente fraco no seu início e não é encarado como uma ameaça pelos Anciãos. Ao longo do tempo, eles ganham poder e influência, eventualmente deixando juntos esta dimensão. Deste ponto em diante, eles são conhecido na Terra como os Sócios Majoritários pelos seus empregados, e realizam suas vontades através de várias organizações fantoches. E um destes grupos que comandam na Terra, é o escritório de advogados Wolfram & Hart. 

Como uma firma de advocacia, Wolfram & Hart normalmente defende clientes inescrupulosos e detestáveis, incluindo perseguidores, gângsteres, assassinos, políticos corruptos e vários demônios (grupos ou solitários). Apesar de muitos destes clientes serem ricos ou poderosos, o escritório também é conhecido por trabalhar em alguns casos de graça, especialmente quando há interesses secundários no cliente. A companhia ainda mantém os departamentos de Obras Públicas, Entretenimento, Ciência, Pesquisa e Inteligência, e Aquisições Internas (o termo usado pela empresa para roubo de sepulturas). Nessa temporada, o jovem advogado Lindsey Mcdonald vai se tornando o arqui-inimigo de Angel, a medida que o vampiro estraga com seu planos


Lindsey Mcdonald, o jovem advogado que se torna arqui-inimigo de Angel


Em meio as tramas sobrenaturais da W & H, que culmina na morte de pessoas inocentes, Angel cruza o caminho da policial Kate Lockley, que se interessa por esses casos macabros, e passa a ser uma aliada do vampiro nos trâmites de investigação que são desenrolados na delegacia.

Como aparentemente a audiência ainda não estava como o ideal, Joss Whedon (juntamente com seu colaborador, David Greenwalt), resolve implantar uma outra fórmula para dar uma engrenada na serie: os crossovers (que são encontros de personagens de uma mesma ou de universos distintos da ficção). Eis então que nesta temporada temos as aparições de velhos conhecidos de Sunnydale, tais como Oz (que veio lhe trazer o Anel de Amarra, que lhe trouxe imunidade à luz solar), Spike (que veio roubar esse Anel); Faith (que veio caçar o vampiro à mando da Wolfrang & Hart), e claro, da Caçadora Buffy (que veio tirar satisfação com Angel após ele ter aparecido em Sunnydale sorrateiramente e não ter falado com ela (na quarta temporada). O crossover com Buffy, foi o que rendeu mais audiência.

Em uma das missões da Fang Gang, Cordélia grávida espera um demônio

Já não bastasse recorrer à personagens de Buffy para alavancar a audiência, a serie acaba perdendo um de seus principais personagens: Doyle, pois o seu intérprete Glenn Quinn vivenciava uma turbulenta luta contra o uso de narcóticos, batalha essa que acabou afastando o ator da serie (pois faltou diversos dias de gravações), e posteriormente as drogas ceifaram sua a vida.

E para preencher a lacuna deixada por Doyle (que minutos antes de morrer, transfere seu dom de premonição à Cordélia através de um beijo), Joss e David trazem um outro personagem que não foi aproveitado como se deveria na serie Buffy: Wesley Wydam Price (o atrapalhado sentinela). Sua presença rendeu momentos cômicos, e o fato de trazer utilidade ao trio (por conhecer alguns feitiços e arsenais místicos)



Indo pro final da temporada, surge um outro aliado: Charles Gunn, um jovem guerreiro do subúrbio de Los Angeles que lutava em defesa de sua gangue. Porém uma emboscada feita por vampiros matou praticamente toda a sua equipe, e transformou poucos em criaturas da noite. Após muita mágoa por exterminar os remanescentes que se tornaram vampiros, Gunn passa a ter ódio dos vampiros, inclusive tendo repulsa a Angel, que mesmo não tendo culpa do acontecido, conquista aos poucos a confiança do jovem guerreiro, e vai trazendo aos poucos à equipe.


Indo para o vertiginoso final da temporada onde sabemos, afinal, o significado da profecia Shanshu, de um pedaço de um pergaminho é traduzido pela Wesley que diz que Angel vai morrer; Angel reage com seu estoicismo habitual levando a Cordelia  a se preocupar mais ainda com ele.


Climax do último episódio da Temporada: Angel detém Lindsey

Um demônio chamado pela Wolfram e Hart precisamente para afastar Angel dos "Poderes que valem'', e inunda Cordelia de visões, fazendo-a sentir toda a dor de todos em uma visão contínua, e, em seguida, explode a caverna com Wesley dentro. Angel resgata o amigo que está vivo, recupera o pergaminho contendo a Shanshu, e com ele começa um ritual que os advogados do mal planeja trazer uma misteriosa criatura que ele definitivamente a intenção de eliminar Angel. 

Mas Angel não pode deixar que o demônio se apodere do pergaminho, não só por conter o Shanshu é mas algo relacionado a cura para o problema de Cordélia . 

Enquanto Angel luta com o diabo em uma grande cena de luta com foices, Lindsay, pegue o pergaminho e termina a magia que faz a criatura vir do inferno, e dentro de uma grande caixa é removido apressadamente pelos asseclas da Wolfram e Hart. Angel mata o demônio, e para recuperar o livro da mão de Lindsay, corta o seu pulso. 

O capítulo e a temporada terminam com a visão do que estava dentro da caixa trazida pela Wolfram & Hart: nada menos do que Darla do inferno. 

2 comentários:

  1. Noooosaaa que analise. Voces entenderam muito bem cada detalhe da 1 temporada de Angel. To curiosa para ver as outras temporadas. Ta muito bom mesmo ^^

    ResponderExcluir
  2. Valeu Helen!

    Seus comentários sempre nos motivam a continuar com o Projeto. Obrigada pela atenção. E aguarde as novas temporadas, vamos fazer de tudo para ser do mesmo nível.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário! Continue nos acompanhando!