sexta-feira, 3 de abril de 2015

O Buffyverse no cinema


Amigos caçadores, pra aqueles que me conhecem sabem de meu apreço pelos filmes. Algo que desde criança eu tinha dentro de mim, com os fabulosos filmes de Sessão da Tarde, Tela Quente, Cine Espetacular e etc....

Porém meu apreço só passou a ser lapidado depois que meu irmão mais novo me incentivou a vivenciá-lo mais. Hoje, eu divido com ele, a autoria de um Blog do gênero. 

O Cinepós-forrest foi criado com o intuito de discutir a atmosfera do cinema bem como seus atores e diretores. Desde de 2009 vem colhendo bons frutos diante dessa proposta e hoje com a parceria com o Portal The Slayers, venho a convidar a todos para vivenciar também as muitas aventuras que enredamos através desse tema.

Pra você fã de Buffyverse que curte cinema, resolvi dar um empurrãozinho neste convite, citando alguns filmes marcantes protagonizados ou com a participação de nossos ídolos:


Ed Wood (1994)


Um dos filmes mais cultuados do cinema teve a participação mais que especial de Juliet Landau, nossa amada vampirinha louca, que aqui vive uma atriz que tenta a ascensão no cinema. O curioso foi que ela trabalhou ao lado de seu pai, o premiadíssimo Martin Landau. Talento hereditário!

A Pequena Espiã (1996)


Antes de brilhar como Dawn Summers, a irmã mais nova de Buffy, Michelle Trachtenberg já dava o ar de sua graça como um ídolo teen num filme voltado para o público alvo. Divertido na medida certa, encantou muitos fãs, inclusive eu, que achei uma gracinha a protagonista. 

American Pie (1999)


Alguns fãs do Buffyverse só gostam das 4 sequências da franquia por causa de Alysson Hannigan e alguns fãs dos filmes só gostam de Buffy por causa dela. Neste caso, a ordem dos fatores não altera o produto quando o assunto é sucesso. Hannigan ainda estrelou a divertida Uma comédia nada romântica (2006), com as primeiras sequências memoráveis. 

As apimentadas (2000)


Ela não era a estrela, mas certamente Eliza Dushku já chamava a atenção com um jeito diferente e marcante a la Faith. O suficiente para as coadjuvantes de um filme adolescente roubar todas as cenas. Ainda neste trabalho, ela contou com a parceria de outra memorável do Buffyverse. Clare Kramer, nossa eterna Glory Glorificus.

Três é demais (2005)


Moreno alto, bonito e sensual, claro que seria disputado por 3 garotas nesta divertida comédia romântica. O filme lançado apenas em DVD no Brasil, é muito bom, embora não tenha tanto alarde. David Boreanaz encanta deixando de lado o jeitão sombrio de Angel. 

Imagine eu e você (2005) 



Que Anthony Stewart Head sempre teve cara de paizão isso é inegável! Aqui então ele nos brinda com uma atuação mais leve e bem humorada como o pai compreensivo de Piper Perabo dividida entre o Amor de um homem e de uma mulher nesta comédia britânica. Além disso, ele participou do premiado A Dama de Ferro (2011) ao lado da Oscarizada Meryl Streep. 

PS. Eu te Amo (2007) 


James Masters deu o ar da graça com o melhor amigo de Gerard Butler neste romance ao lado de Hilary Swank. Para os fãs de Dragon Ball Z, Masters fez as vezes do vilão Piccolo. 

Rambo IV (2008) 


Tudo bem que a franquia não tem mais aquele sucesso, porém é sempre bom ver um ídolo ainda levando plateias aos cinemas em companhia de uma bela representante do Buffyverse. Julie Benz viveu ao lado do ídolo de multidões uma grande experiência no retorno de um personagem mítico. 

Os Mercenários (2010) 


Outra que também teve o privilégio de trabalhar ao lado do eterno Rambo foi Charisma Carpenter, vivendo uma mocinha nada convencional no sucesso Os Mercenários, que uniu todos os astros dos filmes de ação de sucesso de outrora. Uma grande sacada de Stallone. 

American Hustle (2013) 


A belíssima Elisabeth Rohm, a Kate de ANGEL, fez parte do estelar e premiado elenco de Trapaça ou American Hustle, um dos grandes sucessos do ano de 2013. Ela viveu a esposa de um político controverso vivido por Jeremy Renner.

Eu sei o que vocês fizeram no verão passado (1998) 


No auge do sucesso de Buffy, Sarah Michelle Gellar colhia os frutos de uma carreira cinematográfica em um dos melhores suspenses do cinema teen, que teve nada mais nada menos que mais 3 sequências. Depois de Buffy, ela ainda brilhou no thriller de horror O grito (2004), que também teve várias sequências devido ao sucesso. 


Os pais das crianças 

Depois de entregar o roteiro do filme Buffy The Vampire Slayer (1992) para ser trucidado pelo Estúdio, Joss Whedon foi um dos co-roteiristas responsáveis pela primeira sequência de Toy Story, sucesso de bilheteria em 1995. Mas nada se compara ao megassucesso de Os Vingadores, lançado em 2012 cuja a história e essência de roteiro saiu da cabeça mirabolante do criador do Buffyverse. Hoje se encontra no TOP 10 de maiores bilheterias da história do cinema, sendo superado apenas por Titanic (1997) e Avatar (2009). 





Seguindo a trilha do Mestre, Danny Strong já tem alguns trabalhos na TV e no cinema que merecem menção. Ele é responsável por Game Chance, série da HBO que traz a vencedora do Oscar desse ano (Julianne Moore) no papel de Sarah Palin, uma espécie de Dama de Ferro da política americana. E com o boom da franquia adolescente Jogos Vorazes – A esperança – parte 1 (2014), ele parece se firmar nesta área.



Eles brilharam no Buffyverse e agora brilham no cinema


Quem se lembra do faxineiro noturno de I Only Have Eyes For You que mata uma professora quando está possuído? Pois bem, trata-se do ator John Hawkes, um dos representantes de atores que passaram pelo Buffyverse e que concorreram ao Oscar. Hawkes tentou a Estatueta em 2 oportunidades: no filme Inverno da Alma (2010) e As sessões (2012).

Amy Adams, depois de interpretar a prima invejosa de Tara em Family da quinta temporada, firmou-se em uma brilhante carreira cinematográfica. Ela foi indicada nada mais, nada menos que a 5 estatuetas: Junebug (2005), Dúvida (2008), O Vencedor (2010), O Mestre (2013) e Trapaça (2014).

Outro representante do Buffyverse vem de ANGEL. Jeremy Renner, que interpretou Penn, o vampiro ex discípulo de Ângelus que tentou matar Kate em Sonâmbulo, da primeira temporada. Renner concorreu por 2 ocasiões: Guerra ao Terror (2010) e Atração Perigosa (2011).

Como adoradora de seriados e projetos cinematográficos, estou sempre observando os desmembramentos que ambos os veículos nos proporcionam. Tudo isso vocês podem acompanhar no Cinepós-forrest. Segue o link e bom divertimento para todos em qualquer seguimento que for!


4 comentários:

  1. Tem aquele filme de terror que o David é assassino tbem :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não me lembro desse não, mas taí uma ótima pedida

      Excluir
  2. Que legal saber dessas curiosidades específicas das participações de parte do elenco do Buffyverse em outras produções cinematográficas. E mais legal ainda, ter o Cine pós forrest como um espaço que se concentra colocações críticas sobre assuntos ligado à sétima arte!!!! Párabens ao blog e à sua parceria com o Portal!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro fazer este tipo de associação, até porque gosto muito de seriados e cinema, e acho que são duas vertentes do mesmo universo.

      Valeu, obrigada!

      Excluir

Obrigado pelo seu comentário! Continue nos acompanhando!