terça-feira, 26 de agosto de 2014

[A beleza e as bestas] Buffy e Wilkins: separados por uma batalha, unidos por uma graduação



“No poder a séculos e tendo feito um pacto secreto com as piores forças das trevas que podemos imaginar, o personagem do prefeito personifica um estereótipo comum de todos os políticos profissionais americanos. No entanto, seu ar de paizão das comédias da década de 50 e seu compromisso verbal com a vida limpa e os valores familiares indicavam que ele não era um liberal permissivo.” A caça-vampiros e a Filosofia – Medos e calafrios em Sunnydale págs. 249-250

Amigos caçadores, para estrear mais uma seção aqui no Portal , vamos tentar entender melhor o embate que se seguiu entre o carismático Prefeito vilão e nossa eterna heroína. 

Wilkins vs. Buffy: a política como pano de fundo
para mais uma Batalha da caçadora

A terceira temporada de BTVS (1998 – 1999) nos abriu a oportunidade de conhecer melhor a história de Sunnydale. Antes só sabíamos que a cidade tinha sido construída em cima da chamada Boca do Inferno que atraía os mais variados tipos de Monstros e seres do Mal. Ao nos apresentar Richard Wilkins III, a trama, que naquela época colhia os louros da bem-vinda sucedida segunda temporada, deu mais um salto de qualidade com a construção perfeita do vilão pelo ator comediante Harry Groener

Groener doou um pouco de talento cômico ao vilão mais engraçado do Buffyverse

Enquanto Buffy lidava com seus problemas “profissionais” e pessoais como a reaparição misteriosa de Angel, que num determinado momento rachou a Scoobygang, e uma caça-vampiros com personalidade distinta e perigosa, Wilkins agia em segredo como um “bom Prefeito”, o cidadão acima de qualquer suspeita. Poucos o conhecem por seu verdadeiro nome, pois o personagem ficou imortalizado por O Prefeito. Ele faz parte daquela categoria de políticos ditadores que literalmente se perpetuam no cargo, afinal, tinha mais de 100 anos de idade. Na busca desenfreada pelo poder, fundou a cidade de Sunnydale acima da Boca do Inferno entregando sua alma às Forças Ocultas e sempre fazia um ritual aqui e outro ali para manter este intercâmbio maligno. Fato e atitudes que estranhamente camuflam uma figura surpreendentemente simpática. Além de carregar o ônus que toda a politicagem traz, ele carrega também uma instigante controvérsia de personalidade. É algo que os vilões da série sempre demonstraram. Nuances bem exploradas que protelam uma miscelânea de sentimentos em nós. Trata-se de um Ser tão diabólico a ponto de sacrificar crianças, mas ao mesmo tempo, frágil ao ponto de se escarnecer de germes e se preocupar com uma boa alimentação. Uma figura literalmente, e com a marca registrada do seriado.

Wilkins e suas múltiplas faces: personagem instigante

Ao se unir a caçadora Faith na metade da temporada, o personagem cresceu ainda mais em todos os quesitos já citados. A relação de ambos era como um pai que Faith nunca teve e uma filha que Wilkins gostaria de ter tido. A parceria trouxe muitos aborrecimentos para Buffy e sua turma, especialmente em sua relação com Angel quando num plano do Prefeito, Faith tentou arrancar a alma do vampiro e trazê-lo para o lado deles. Com o insucesso do plano, Willkins se valeu de outra arma: o futuro incerto de uma relação de caça-vampiros e vampiro de quase dois séculos e meio. Como era um homem mais vivido, Willkins logo jogou a centelha verdadeira diante deste fato no meio do casal. Este foi o estopim para o fim do casal Bangel, que terminou com o vampiro indo embora da cidade depois do confronto final entre Wilkins e Buffy.

Mais que uma dupla de vilões, Wilkins e Faith formaram uma família


O Dia da graduação

Graduação significa crescer, ascender, tornar-se maior. Algo que tanto Buffy quanto Willkins almejaram durante toda a temporada. A caçadora num momento decisivo com o fim do Colegial, seu futuro perto ou longe de Sunnydale e seu romance com Angel, e o Prefeito com os preparativos para o dia de sua Ascensão. 

A data marcaria o início de uma nova Era para Sunnydale, que poderia se estender pelo mundo afora. Wilkins queria tempos de Trevas para todos tornando-se um Demônio puro de grandes proporções. Demorou um pouco para a turma descobrir seu plano nefasto, mas no fim, Buffy conseguiu equilibrar todas as suas forças bélicas e do coração, e o grande dia terminou com o Prefeito/Cobra gigante/Demônio/Wilkins indo para os ares com o Sunnydale High, numa clara alusão ao fim do Colegial. 

A sequência de destruição do Prefeito: um dos grandes momentos do seriado

Buffy e Willkins fazem parte daquele estilo de mocinhos e vilões sem qualquer padrão de preto ou branco. Sustentados pelo padrão de qualidade BTVS. Ambos são graduados como fortes personalidades e ajudam a tornar-se inesquecível o Buffyverse, seus personagens e histórias. 

8 comentários:

  1. Cara mas um texto lindo, to chorando aqui http://38.media.tumblr.com/tumblr_lil5191n4V1qhxr17o1_250.gif

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada meu querido pelo carinho de sempre.

      Valeu mesmo!

      Excluir
  2. por isso muita gente elogia essa temporada como a melhor de todas, pois buffy teve que lutar com um prefeito demonio com alta influência sobre a cidade e contra uma caça-vampiros do mal que é a faith. Mais um bom texto flávia buffy summers.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu mesmo querida. Esta temporada foi realmente demais. Buffy passou aquele aperto básico que todos nós passamos para enfim crescer e no fim, superou como sempre, né?

      Obrigada pela atenção

      Excluir
  3. Acho que o Prefeito foi um vilão que passou depercebido para todo mundo em Sunnydale. Afinal, era uma das pessoas mais importantes e populares da cidade (pois era o prefeito) e podia andar a luz do dia (diferente dos grandes vilões anteriores, O Mestre e Dark Angel)...


    Flavia, na sua opinião você acha que o Prefeito se aliaria ao Mestre ou ao Dark Angel caso eles tivessem derrotado Buffy, ou ele ficou perplexo/temeroso por uma jovem caçadora estar botando ordem na cidade, e por isso ele deu as caras na 3° temporada???

    Mais um conteúdo de peso e informação!!! Parabéns!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada William. Por esta característica que você citou, ser um Ser humano "normal", é que ele se tornou mais perigoso ainda a meu modo de ver.

      E tentando responder à sua pergunta, eu acho que ele não se aliaria a eles não, pois sempre acreditou que fosse dono da cidade, afinal, foi ele quem a construiu. Com certeza, ele daria um jeito de por pra correr o Mestre e Angelus. Por isso viu Buffy como uma ameaça depois que ela os derrotou.

      Excluir
  4. A terceira temporada, embora não ache a melhor, é o meu xodó da série! Cativante, até porque os vilões (Prefeito e Faith) tinham o poder de despertar sentimentos dentro de quem assiste a série. Acho que o Prefeito foi um oponente forte e que trouxe muitos obstáculos para nossa caçadora, mesmo eles tendo se enfrentado cara a cara poucas vezes. Ótimo texto, Flávia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada Teel.

      São excelentes personagens mesmo e por isso são tão marcantes!

      Excluir

Obrigado pelo seu comentário! Continue nos acompanhando!