sexta-feira, 7 de março de 2014

[Meu Papel na Equipe] Sophia Crawford (Dublê da Buffy)

Por ``William´´ Gunn








  Uma serie ou filme de ação agrada em duas vertentes. Uma pela interpretação do protagonista (que precisa ter carisma com o publico) e outra pela perfeição (ou quase-perfeição) das cenas mirabolantes que ele/ela realiza, em que são necessários, por exemplo, saltar de lugares altos ou executar acrobacias. No contexto de Buffy, a 1° vertente conhecemos muito bem, pois se trata da atuação da Sarah Michelle Gellar ... Mas nesse post, vamos dedicá-lo a quem compõe a 2° vertente de uma produção de ação: os dublês.

  Os dublês são atores/atrizes que atuam na realização de uma cena perigosa na qual o ator/atriz original não tem capacidade de realizar (como fugir de explosões, pular de lugares altos, realizar acrobacias e coreografias de luta). Existem os dublês de corpo (que só atuam de costas ou bem distante da tela, para dificultar a visualização do rosto) e os dublês de ação. Muitos(as) dublês de corpo não conseguem fazer o que um(a) dublê de ação faz, mas o(a) dublê de ação consegue fazer as duas funções.



Sophia Crawford e Sarah Michelle Gellar dividindo uma cena dos
bastidores de Buffy




  Na serie Buffy, nas cenas em que a Sarah Michelle Gellar precisava realizar proezas como lutar com mais empolgação, fugir de grandes explosões, saltos sobre grandes obstáculos e rolamentos, entrava em ação a sua dublê: Sophia Crawford. Vestida de maneira semelhante a atriz original, ela entrava na cena discretamente (graças a edição de vídeos que toda produção seja serie ou filme possui) e aparecia sempre de costas, fazendo muitos a confundirem com a Sarah (pois as duas tinham a mesma estatura tamanho/cor dos cabelos). 

Veja a seguir uma entrevista, feita com a dublê Sophia Crawford em 2011 pelo site Horror Society:




Sophia Crawford atualmente

1- Qual é o processo de se tornar um dublê profissional em Hollywood?

Sophia:  Eu realmente não acredito que haja um "processo" ou talvez haja, mas as pessoas não segui-lo. Se você subiu para qualquer dublê profissional no set e perguntou-lhes como eles "entraram". Aposto que todos e cada um deles teria uma história única e diferente para contar.Nosso trabalho é "diferente" e bem requisitado. Eu não entraria no negócio por quaisquer métodos convencionais e sei que muitos dos meus amigos também não. Para ser honesta, eu acho que se você for determinado o suficiente, você pode fazer praticamente qualquer coisa.

Muita coisa mudou no negócio de acrobacias ao longo dos anos e agora com dublês sendo reconhecidos em premiações, mais caras novas aparecem em cena a cada ano. É uma questão de talento, sorte e uma séria quantidade de determinação! Ser um dublê profissional é um trabalho brilhante! É incrivelmente emocionante e gratificante, mas há muitas armadilhas também. Deve-se estudar um pouco em cima dele primeiro e depois decidir se este é realmente o lugar certo para você. Ele vai criar inúmeros desafios para você e sim, se você ficar em tempo suficiente você vai se machucar em algum ponto.

Sophia e Sarah nos bastidores de Buffy

Se você tiver feito a sua mente e você está determinado(a) a seguir seus sonhos, aqui estão algumas coisas básicas que você pode fazer: Localize-se em uma área onde é o centro do trabalho (Atualmente aqui nos EUA é Los Angeles, Vancouver, Nova York e Louisiana). Escolha quais as habilidades te servirá melhor e trabalhar como um louco sobre essas habilidades. Tente ser o mais versátil possível: na indústria seja um performer (você deve ter muitos truques!)

Digite um currículo e atirar uma demonstração de suas habilidades. Não minta sobre suas habilidades! Isso vai afetá-lo mais tarde e poderia trazer um grave acidente. Seja honesto com você mesmo. Encontre uma produção que está atirando no local e rastrear o Coordenador de Dublês. Não persegui-lo! Ele vai ser o único a contratação de você, e não a estrela. Seja muito educado e quieto em preencher o seu currículo. Ele quer lançá-lo ou vê-lo ...

Participar de ginásios onde dublês trabalham fora e olhar para as várias clínicas e escolas de condução de dublês ao redor de Los Angeles. Houve um tempo em que não existiam esses lugares, mas agora eles estão aparecendo em todos os lugares. Junte-se um serviço de telefone, os sindicatos, obter o seu rosto nos diretórios e online ... Isso tudo soa super fácil, mas não é. Esteja ciente de que é um mercado muito competitivo. Você deve ser persistente .... Boa Sorte!

Sophia em ação na cena em que Buffy aplica um chute no monstro

2- O que te fez continuar a seguir no negócio?

Sophia: O que me excitava mais sobre esta carreira específica não era sobre como eu poderia ser mais famoso ou quanto dinheiro eu poderia fazer. Eu simplesmente gostam de executar a ação. Eu era um moleque e foi uma maneira perfeita para mim para canalizar minha (às vezes) natureza agressiva. Tive uma infância difícil ... Eu sei, boo hoo!

Eu fui para Hong Kong depois de uma longa aventura de experiência, regressei. Foi uma experiência incrível, um grande desafio e que eu provavelmente não esquecerei nunca. É um trabalho criativo, artístico, técnico e ainda brutalmente difícil para o corpo. É um passeio de montanha-russa e que garante uma pele grossa, tanto física quanto mentalmente. Eu queria fazer algo único!


Sophia com seu marido Jeff Pruitt (coordenador das cenas de ação em Buffy)
e vampiros dublês de ação

3- Existe diferença nas acrobacias feitas em filmes de terror em relação a filmes de outros gêneros?

Sophia: Em um filme de terror, pode haver um monte de cenas de correr, bater forte, enrolar-se em arame, a luta furiosa e muitas cenas horríveis de morte. Em alguns filmes meus amigos dublês ficam irreconhecíveis sob camadas de próteses, seus rostos moldados em demônios feios. Eles poderiam ser qualquer coisa de vampiros para gnomos psicóticos! Lutei com criaturas de todos os tipos ao longo da minha carreira. Em filmes de terror que você pode sair com sendo muito exagerado em seus movimentos, é quase como se nada é muito grande. Eles são muito divertido para trabalhar.

Outros gêneros como ficção científica e fantasia filmes geralmente têm um monte de ação sobre o topo também. Durante os dias muitas seqüências de ação são disparados na tela verde. Leva a impressão de se estar no ambiente real, então é melhor para você desempenhar acima em suas habilidades de atuação!Você também pode encontrar uma variedade de acrobacias em comédias, dramas e através da placa. Talvez a impressão artística é diferente, é muito mais violento em um filme de horror, isso é certo.


Sophia entra em cena numa pancadaria contra o Angel maligno na 2° temporada


4- Como foi se tornar a dublê da Sarah na serie Buffy... principalmente em momentos cruciais como Buffy Vs Faith (no fim da 3° temporada), Buffy Vs Adam (na 4° temporada)?

Sophia: Foi um trabalho de sonho. O tipo de trabalho que só vem uma vez na carreira. Eu me lembro de todas as cenas de luta muito bem e eu gostei especialmente Buffy vs Faith e Buffy vs Adam. Meu marido, Jeff Pruitt, coreografou todas as lutas e acrobacias (e esses momentos foram alguns de seus favoritos também). Eram momentos cruciais e se não fosse por todos os nossos esforços nos bastidores nenhuma dessas lutas que têm vindo a desempenhar na tela. Desde o início da segunda temporada Jeff teve que gradualmente convencer os produtores para permitir BUFFY para ter mais tempo e lutas mais complexas.

BUFFY foi um daqueles shows em que quando você tem o script você quer lê-lo. Você não apenas virar as páginas para encontrar suas acrobacias. Foi bem escrito e peculiar, finalmente, um herói do sexo feminino que era inteligente e arrebentava. No início da série não havia muita ação escrito para os scripts. Sendo um programa de televisão, o tempo era apertado e as cenas de luta foram encurtando-se e tornando-se chato. Eu estava acostumada com a realização de seqüências de luta longa elaboradas no período em que trabalhei em Hong Kong por vários anos. Para fazer apenas um soco ou um chute foi muito frustrante.


Além da Buffy, Sophia ficou famosa como a dublê da Ranger Rosa 
em Mighty Morphin Power Rangers


Quando Jeff Pruitt passou a integrar o show, ele mudou tudo isso e deu Buffy um estilo. Ele tinha pertencido anteriormente a uma equipe de dublês da Ásia e tornou-se conhecido por trazer uma mistura de Hong Kong e dublê de combate ao estilo americano de filmes de baixo orçamento. Mas Joss só o conhecia como o cara que fez Power Rangers e ele tinha dito que não queria Buffy voando ao redor nos fios o tempo todo! Jeff teve que mostrar a ele que o que ele tinha em mente para BUFFY era completamente diferente, mais áspero em torno das bordas, e de alto impacto. A mistura da escrita de Joss e ação de Jeff caber o show perfeitamente.

O único problema foi que o show se tornou normal para Jeff elaborar uma coreografia de luta, mostrá-lo para mim e para os dublês, apresentá-lo ao diretor e planejar os tiros, e depois esperar para filmar tudo em alguns takes. Então, algumas dessas lutas que você mencionou realmente foram filmadas em tempo recorde. Ao contrário de POWER RANGERS (que Jeff iria atirar nas seções a ser editado em conjunto por ele mais tarde), as lutas da Buffy tinha de ser rodada em uma longa tomada mestra. Jeff iria pegar alguns pontos para inserir closes dos atores e então eles têm que realizar um soco ou chute (bem como o seu diálogo), geralmente após a luta foi baleado.

Mais tarde, quando tudo foi editado em conjunto que parecia perfeito. Este método permitiu maximizar nosso tempo e obter a maioria de estrondo de sucesso. Ele também não poupou os atores de lesão física. Estou muito orgulhoso do que conseguimos realizar no tempo que tivemos. Foi um grande show.


Sophia participando como vampira em um episódio de Buffy



5- De acordo com o IMDB você tivesse um crédito atuando na 2° temporada de Buffy em um episódio ... em que Você era a vampiro lutando contra Kendra perto do final do episódio, ou o vampiro que ilumina a si mesma em chamas na sala de aula?

Sophia: Eu era a vampira lutando contra Kendra!


Jogo de Buffy para Xbox, em que a Sophia Crawford elaborou e executou todos os movimentos de luta da Buffy do video-game, através da captura de movimentos (bolinhas de espuma presas ao corpo da Sophia, em que todo movimento que ela faça, se reflete na tela do jogo)



6- Você atuou no jogo de Buffy para Xbox, em que se utiliza bolinhas de espuma para gravar os movimentos do corpo?

Sophia: Captura de movimentos! Eu tenho créditos no jogo de BUFFY porque eu executei todos os movimentos de caráter Buffy. Naquela época, eu tinha bolas ligadas ao meu corpo e eu teria que executar a ação em uma área muito específica. a captura de movimentos progrediu um pouco agora, permitindo que o intérprete de dublê tenha um pouco mais de liberdade!


Sophia como Buffy em ação na reta final da serie de TV


Quer saber mais sobre Sophia Crawford? Acesse o seu site.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário! Continue nos acompanhando!